Entrevista com o fotografo Marcelo Pacheco

0

Marcelo Pacheco é um fotografo brasileiro que vive e trabalha em Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul. Apesar de ter tido o primeiro contacto com a fotografia em 2009 a paixão pela fotografia não mais o largou e desde então tem trabalhado sobretudo na fotografia de ensaios e nu sensual. Marcelo acha que se deve estudar o passado da fotografia para entender o seu presente e que a fotografia não deve ser usada para copiar mas sim para criar trabalhos originais. O FOTOGRAFIATOTAL falou com o fotógrafo Marcelo Pacheco e mostra-lhe também alguns dos seus trabalhos.

avatar1

Onde nasceu e onde vive e trabalha actualmente?
Nasci e vivo atualmente em Novo Hamburgo – Rio Grande do Sul, na região sul do Brasil. Meu trabalho é concentrado basicamente em ensaios de pessoas, e realizado em espaços externos, sejam eles “indoor” ou “outdoor”, então não existem fronteiras. Trabalho onde sou contratado.
Quando teve o primeiro contacto com a fotografia?
Em 2009, quando ganhei como presente de aniversário de 39 anos,  uma camera “PowerShot” e fiz um curso básico de fotografia, nunca operei uma câmera em modo “Automático”.
Desde quando e onde começou a sua carreira na fotografia?
Iniciei como profissional em 2011, apresentando meus trabalhos no site que tinha criado recentemente, o SexAppeal.
Em que momento e porque decidiu tornar-se fotografo profissional?
Mesmo antes de fotografar como amador, meu entusiasmo sempre foi com fotos de nu e sensual, não era algo diretamente relacionado ao fascínio normal do consumidor deste produto, tanto que nunca fui um cliente das grandes revistas do género. Eu curtia os grandes fotógrafos e seus trabalhos de autor sobre o tema. No momento que fotografei a primeira modelo ainda como hobby pensei: É isso que quero para minha vida! E aí não teve como voltar atrás, o “ser” profissional veio naturalmente.

09-IMG_5142-1
Em que área da fotografia se sente mais à vontade ou gosta mais de trabalhar?
Nu e sensual, este é o nicho da fotografia em que encontro a minha satisfação como artista.
O que considera mais importante para se ser um bom fotografo?
Sem dúvida a técnica sobre a luz e domínio sobre equipamentos são importantíssimos, mas fundamental é a criatividade, sem ela não passa de mais um.
Onde vai buscar a inspiração necessária para criar o seu trabalho?
Misturo duas presenças marcantes em toda minha vida, o gosto pela sensualidade e a vivência junto à natureza. Assim construí uma receita que me trouxe um publico fiel ao meu estilo.
Qual o seu género de fotografia preferido?
Ensaios fotográficos de pessoas.

10-IMG_4633-4
Que tipo de preparação você faz antes de fotografar?
Como fotografo muito em locais externos, confiar no funcionamento dos equipamentos é primordial; recarregar pilhas e baterias, ver se está tudo otimizado para não perder tempo e deslocamentos é necessário. Na parte fotográfica, analiso as situções de locação e já vou preparando mentalmente as cenas, isso só é possivel quando as conheço antes, às vezes é tudo uma surpresa, então, estar confiante e descansado e manter o foco no trabalho ajuda bastante.
Como é a sua equipa de colaboradores habituais?
Para ensaios no site, trabalho eu como fotógrafo, tenho uma assistente de iluminação que também produz a maquiagem e quando necessário equipe de filmagem. Para ensaios particulares apenas eu e a assistente, mas muitos casos devido à logística, apenas eu.
Que equipamentos fotográficos usa com mais regularidade?
Hoje simplifiquei muito minha vida como fotógrafo externo; uso uma camera, duas lentes (uma zomm e outra fixa), flash  dedicado accionado pela camera e quando não tenho assistente, um tripé para ele, ou seja, uma mochila nas costas e vou para onde quiser.
Quais os softwares que mais usa na edição do seu trabalho fotográfico?
O mais usado é o lightroom. Uso photoshop apenas quando há necessidade de correções no corpo das modelos.

06-IMG_5566-1
Alguma vez esteve numa situação embaraçosa enquanto fotógrafo?
Fotografar nu e sensual em locais externos sempre é um pouco embaraçoso! (risos) Mas, nunca saí para fotografar sem me certificar das circunstâncias. Uma única vez que fotografei em um Domingo (por isso evito) em um local de balneário, mesmo indo distante do público, as pessoas por curiosidade se aproximaram da cena, e o que é meio estranho, nesta vez, as pessoas acompanhadas de crianças, quando percebi isso, paramos o trabalho na hora, mesmo não tendo nenhuma nudez, apenas poses mais ousadas… mas achei embaraçoso pela atitude dos pais que se aproximaram. Ou seja, um olhar na camera e outro sempre na periferia da locação!
Que projectos tem para o futuro da sua carreira?
Fotografar para uma grande revista do género “sensual” é um objetivo, mas antes disso quero tornar a fotografia como minha única atividade profissional.
Quais são os fotógrafos actuais ou antigos que você mais admira?
Acho uma pergunta tão difícil de responder… Poderia citar os “grandes mestres da fotografia” como todos costuma citar, mas seria falso. Até 2009, eu nunca tinha ouvido falar em Henri Cartier-Bresson… Eu vejo alguns otimos fotógrafos a todo o instante, surgem do nada com trabalhos esplêndidos. Acho que tenho admiração pelas obras, e busco um pouco de inspiração em cada um deste grande coletivo.
Quais os 5 websites de fotografia que mais frequenta ou recomenda?
Quando comecei, passava horas olhando fotos no Olhares, hoje nem o frequento mais. O Facebook nos traz tanta informação neste sentido, tanto em fotos como em dicas… Mas, para postar portfólio, recomendo o 500px. E para dicas o Dicas de Fotografia e o Fotografia Total que surgiu com muitas dicas, informações e atualidades. Recomendo o Sexappeal para quem quiser ver parte do meu trabalho.

08-IMG_5151-1
Costuma fotografar através de smartphone (iphone ou android)? Se sim quais as aplicações que mais usa?
Passei um bom tempo alheio às fotos de smartphone… hoje pratico um pouco (android) com os recursos do novo Galaxie S4, gosto de fazer fotos utilizando as mesmas técnicas como se fosse uma camera, composição, exposição evitando o uso do flash, etc… Dificilmente utilizo aplicações, faço algumas edições básicas no aparelho mesmo. Acho o Instagram chato.
Habitualmente participa em exposições ou concursos/prémios? Se sim quais já participou?
Participei de um concurso oficial, tive uma foto premiada, participei de alguns em sites ou fóruns e aí comecei a observar que não me interessa muito a avaliação de outros (fotógrafos ou jurados) pelas minhas fotos, e sim importa o que eu sinto em fazê-las e principalmente o que o meu publico acha…isso sim, me premeia!
Como vê a fotografia actualmente e no futuro?
Atualmente tivemos muitas revoluções que continuam… ainda surgem tendências onde um cria e muitos o seguem, o que faz o mercado evoluir como um todo. Mas a grande conquista foi a liberdade de se fotografar como se gosta, nisso o digital favoreceu em muito. Acho que no futuro, muito mais pessoas vão fotografar e melhor, porém, o mercado de fotografia ainda vai existir, pois as pessoas devem acabar percebendo, que em certos momentos da vida, o deixar alguém fotografar para você aproveitar ainda é melhor.
Que conselhos daria a quem pensa seguir a profissão de fotografo?
Comece devagar, estude o passado da fotografia para entender melhor o presente, entenda seu equipamento, perceba o que gosta mais e aí sim, faça alguns bons cursos, aqueles que te ensinam mesmo e não os que te dão receitas. E principalmente, não copie e sim crie, seja original.

07-IMG_6826-2

TTD183001Pode ver mais trabalhos do fotógrafo Marcelo Pacheco nos seguintes websites:
www.facebook.com/MarceloPachecoFotografias
www.sexappeal.fot.br
www.ziptop.com.br/canalz

email
Share.

Leave A Reply