Prémios World Press Photo 2017

0

Todos os anos por esta altura são revelados os vencedores do mais prestigiado prémio do fotojornalismo mundial, o World Press Photo. A imagem do ano é do momento em que Mevlüt Mert Altintas assassina o embaixador russo na Turquia e grita por Alepo. A imagem foi registada a 19 de Dezembro de 2016 pela lente do fotojornalista turco Burhan Ozbilici que se encontrava no local ao serviço da Associated Press. O embaixador russo encontrava-se numa galeria de Arte Contemporânea em Ancara onde se tinha deslocado para a inauguração de uma exposição fotográfica de fotógrafos russos, este fazia o discurso quando é baleado pelas costas por um elemento que se encontrava a fazer a segurança do local. No dia seguinte ao sucedido o fotojornalista Burhan Ozbilici, de 59 anos, escrevia o seguinte no site da Associated Press: “Demorei alguns segundos a perceber o que tinha acontecido: um homem morreu à minha frente; uma vida desapareceu diante dos meus olhos”…”Tinha de fazer o meu trabalho”.

worldpressphoto2017

Fotografia do ano para o World Press Photo 2017, do fotografo Burhan Ozbilici

A escolha da fotografia premiada nesta 60ª edição do World Press Photo foi feita por um júri constituído por fotógrafos de diversos países. A fotografia premiada como foto do ano no entanto já gerou alguma polémica. O presidente do júri veio entretanto pronunciar-se publicamente através de um artigo de opinião publicado no jornal “The Guardian” onde se diz contra a escolha desta fotografia como foto do ano, referindo que  “Promove a ligação entre martírio e publicidade”…”É a fotografia de um homicídio, o assassino e a vítima, ambos na mesma imagem, e tão problemática de publicar como uma decapitação terrorista”, considerando por isso que é bem atribuído o prémio na categoria de Spot News mas não como fotografia do ano.

laloalmeida_wpp2017

Uma das fotografias de Lalo Almeida que venceu o 2º prémio de Temas Contemporâneos

Também o fotografo brasileiro Lalo Almeida, fotógrafo no jornal “Folha de São Paulo”, foi distinguido com o 2º prémio na área de Temas Contemporâneos com um trabalho fotográfico sobre as consequências do surto do vírus zika no Nordeste do Brasil o ano passado. Além de Lalo Almeida também o brasileiro Felipe Dana obteve o 3º prémio em fotografias individuais na categoria Noticias Locais com uma fotografia intitulada “Battle in Mosul”, feita no Iraque em 2016.

Participaram no concurso mais de 5000 fotógrafos de 125 países com um total de mais de 80 000 imagens. Foram distinguidos nas diversas categorias que constituem o World Press Photo mais de 45 fotógrafos de 25 países. As fotografias premiadas vão viajar por 45 países, onde serão expostas. Veja AQUI todas as fotografias vencedoras por categorias.

email
Share.

Leave A Reply